Enviar por ; Correo electrónico

Após 182 pessoas salvas, navio da Marinha regressa a Portugal

Diario Marítimo ; 15 Noviembre 2017  ; 65 visitas

Ratio: 0 / 5

Inicio desactivadoInicio desactivadoInicio desactivadoInicio desactivadoInicio desactivado
 

14 Nov 2017, 15:50

 

​Durante um mês, o navio da Marinha participou no salvamento de 145 migrantes irregulares, que se encontravam a bordo de frágeis embarcações de madeira, bem como na interceção de 3 embarcações, com 37 migrantes irregulares, perfazendo um total de 182 migrantes salvos no mar, entregues posteriormente às autoridades italianas.
 
No total, o navio realizou mais de 500 horas de navegação e percorreu mais de 5.000 milhas náuticas na área de operações entre Lampedusa (Itália) e a Tunísia.
 
Esta missão foi mais um contributo de Portugal, através do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras com o apoio da Marinha Portuguesa, para o controlo das fronteiras externas europeias e redução do fluxo migratório ilegal, proveniente maioritariamente do continente africano.
 
Integraram também a missão, embarcados a bordo do navio da Marinha portuguesa, dois inspetores do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF), um elemento da Guarda Costeira e um elemento da Guarda de Finanças das respetivas autoridades italianas.
 Buscador Grupo Pladesemapesga con tecnología de Google

En el motor de búsqueda te ayudamos a encontrar exactamente lo que buscas.

 AyTP Acción y Transparencia Publica..
Otros articulos relacionados.....

Indecencia y falta de ética política de  las mareas bajo @XulioFerreiro + y @martinhonoriega +