Información
Enviar por ; Correo electrónico

Mergulhadores da Armada inativam engenho explosivo numa praia em Cascais

Información
Diario Marítimo ; 30 Octubre 2015 ; 1991 Votos
Inicio desactivadoInicio desactivadoInicio desactivadoInicio desactivadoInicio desactivado
 

No dia 29 de outubro, o Centro de Coordenação de Busca e Salvamento Marítimo de Lisboa (MRCC Lisboa) recebeu um alerta da existência de um engenho explosivo na praia da Duquesa, em Cascais, de imediato foi ativada a equipa de prontidão de Inativação de Engenhos Explosivos (IEE), do Destacamento de Mergulhadores Sapadores nº1 (DMS1) da Armada.                                      

 

?No local, em coordenação com a Capitania do Porto de Cascais, o DMS1 identificou e inativou um “MK II” – engenho explosivo utilizado em ambiente marinho para sinalização de emergência de submarino.
 
Devido à confluência de diversas rotas marítimas e aéreas, este tipo de engenho é encontrado com alguma frequência na costa Portuguesa e requer precauções no seu manuseamento, podendo ser extremamente perigoso. Na sua composição, contém fósforo branco que na presença de oxigénio deflagra (inicia combustão a alta temperatura), podendo causar queimaduras graves se em contato com a pele.
 
É de salientar que este tipo de engenho pode aparentar um estado estável e seguro, no entanto,  como se verificou neste caso, o engenho encontrava-se acionado, totalmente funcional e com a carga explosiva completa.
 
Sempre que for encontrado um engenho deste tipo, NÃO DEVERÁ SER REMOVIDO, e a Autoridade Marítima Local deverá ser de imediato alertada através de contacto direto ou do número nacional de emergência - 112.{jcomments on}
Otros articulos relacionados.....